N2N Virtual agora está integrado com Vtex Commerce

A N2N Virtual, tecnologia criada pela Web Moment para construir marketplaces do zero, agora está integrada com a Vtex Commerce, maior plataforma de e-commerce da América Latina. Essa solução serve para ampliar as vendas das lojas virtuais, oferecer melhor atendimento ao cliente e ainda aumentar a competitividade do lojista.
Através desta parceria, qualquer loja ou marketplace que venda produtos que necessitam de instalação ou manutenção agora poderá oferecer ao cliente escolher um prestador de serviços na sua rede de parceiros.
Por exemplo, o cliente João comprou um ar condicionado na loja ABC, e após realizar o pagamento, ele será perguntado se já deseja contratar a instalação. Dessa forma, ele cairá num marketplace de serviços da loja ABC onde receberá orçamentos de diversos parceiros da ABC. João terá a liberdade de avaliar preço, qualidade dos prestadores e prazo de atendimento. Assim, quando João escolher a melhor oferta, realizará o pagamento e receberá o prestador de serviço em sua residência com o aval da loja ABC. João fica agora muito mais feliz porque sabe que é mais fácil encontrar prestadores de serviço de confiança quando compra na loja ABC.
O vídeo a seguir explica como funciona:

Este mesmo serviço vale para qualquer loja que venda produto que necessita de instalação, montagem ou manutenção, como por exemplo filtros, móveis, eletrodomésticos, computadores, e até mesmo produtos de nutrição (onde o lojista pode indicar nutricionistas, personal trainer, academias) e muitas outras áreas.

Se você se interessou em aumentar sua renda através desta solução, oferecendo melhor atendimento ao seu cliente entre em contato conosco agora mesmo clicando aqui.

Web Moment já aceita cartão BNDES para pagamento

Estamos com uma excelente novidade para o mercado: já estamos aceitando cartão BNDES para pagamento de nossos serviços e softwares. O cartão BNDES permite parcelamento em até 48x com juros baixos. Se você está com pouco investimento, mas deseja aumentar suas vendas, esse é um excelente recurso para começar a divulgar a sua empresa ou lançar um novo negócio.
Entre em contato agora mesmo para conversar sobre esse meio de pagamento clicando aqui.

Marketing na crise: investir ou não investir?

Os últimos dados divulgados pelo IBGE sobre as vendas do comércio varejista deixaram empresários e novos empreendedores com as orelhas (ainda mais) em pé. Foi a maior queda desde 2003, acompanhada pelo momento econômico bem delicado que o País vem passando. Várias empresas já tiveram resultados negativos em suas vendas e acabaram adotando uma posição mais defensiva no que se refere às estratégias de marketing.

Mas será que esse é realmente o caminho correto para fugir da crise? Historicamente, iniciativas de marketing são as primeiras a receber cortes de orçamento em momentos assim. Talvez devido a uma pequena distorção de fatos, pois em muitos casos a área é vista como apoio, aquela que traz apenas resultados intangíveis e com uma despesa relativamente alta.

No entanto, a maneira como o marketing trabalha e se posiciona tem relação direta com a forma que a empresa deseja ser vista pelo mercado e, principalmente, pelo seu público-alvo. Essa área deve ser encarada como merecedora de investimentos. E vou além: acredito que uma possível redução de investimentos no marketing em um momento de crise possa causar ainda mais perdas para a empresa do que cortes em outras áreas.

Comumente, trabalhamos com dois tipos de marketing no mercado de varejo: o posicionamento e a performance. O posicionamento é uma técnica na qual os marqueteiros criam a imagem ou identidade de um produto, marca ou empresa. Já a performance é toda ação em que se pode medir os resultados e pagar apenas pelo que foi recebido, como geração de “leads” ou vendas.

Em um momento de crise é necessário focar e ter um grande desempenho de vendas. Ou seja, é hora de optar pelo Marketing de Performance. Dentro desse cenário, ele é fundamental, pois além de gerar novos leads, melhora consideravelmente o relacionamento cliente/empresa e faz crescer as novas oportunidades de negócios com o aumento da divulgação de ofertas direcionadas.

Hoje, o consumidor é muito mais exigente do que alguns anos atrás. Ele não busca apenas promoções, mas também uma melhor experiência de compra. É neste momento que a atenção de um novo consumidor se volta para a empresa que mostrar mais conhecimento sobre os seus hábitos. A que melhor se relaciona com ele e que acerta na oferta de um produto, ganha!

O marketing, em quase todas as suas esferas, caminha para esse modelo, assim como as campanhas de e-mail marketing que são baseadas no comportamento de navegação do seu cliente no site. Esse tipo de ação orientada ao comportamento do cliente é um caminho sem volta dentro do mercado B2C. Uma comunicação dedicada, além de mais vantajosa em termos de resultados, reduz o valor investido em ações para a massa, que geralmente têm um custo maior.

Então devemos investir, mesmo em tempos de crise. Mas de uma maneira ainda mais planejada e assertiva, melhor orientada, para oferecermos aquilo que o cliente quer, no momento que ele precisa. Em períodos de tormenta como o que estamos passando, compras por impulso ou desejo têm significativa redução, o que faz aumentar o número de compras por uma necessidade real. Então, elabore uma estratégia que faça o seu público-alvo perceber o produto ou serviço como um item de primeira necessidade.

Fonte: E-commerce Brasil

E-commerces iniciantes devem se libertar do tráfego pago e apostar em conteúdo

Estar bem posicionado no Google é uma das principais formas de atrair tráfego pela internet e conquistar novos clientes. Para tal, existem dois caminhos: anúncios pagos (CPC) ou SEO.

O primeiro é vantajoso para os que procuram aumentar rapidamente seu faturamento e construir uma base de clientes, mas se mostra uma opção pouco rentável: para o segmento de produtos eletrônicos, por exemplo, os cliques da primeira e terceira posição para alguns produtos custam entre R$ 1,37 e 2,99 (veja tabela 1).

Produto Custo por Clique (Do maior para o menor)
Primeira posição Terceira posição
Laptop R$ 2,99 R$ 1,99
Smartphone R$ 2,86 R$ 1,50
Tablet R$ 2,84 R$ 1,60
Home theather R$ 2,80 R$ 1,57
TV R$ 2,47 R$ 1,57
Blu-ray R$ 2,27 R$ 1,37
Fonte: Press Works, a partir de simulações feitas na ferramenta Planejador de Palavras-Chave do Adwords. Julho de 2015.

Se, por exemplo, assumirmos um valor médio por clique de R$ 2 e uma taxa de conversão de 2% para a venda de um produto de R$ 500, chegamos ao impressionante custo de 20% somente com publicidade (veja tabela 2). Tal percentual corrói qualquer margem de lucro e mostra que o varejista digital precisa apostar em tráfego orgânico em nome da rentabilidade.

Percentagem do Faturamento consumida pelo CPC
(Exemplo: Venda de um produto de R$ 500)

Taxa de Conversão Custo por Clique
R$ 1 R$ 2 R$ 3
1% 20% 40% 60%
2% 10% 20% 30%
3% 7% 13% 20%
4% 5% 10% 15%
5% 4% 8% 12%
Fonte: Press Works

Enquanto o SEO on-page, que engloba as programações internas de um site, vira cada vez mais pré-requisito ao invés de diferencial, o foco recai sobre a geração de conteúdo relevante, que gere autoridade e visitas para seu domínio.

Uma boa estratégia de conteúdo deverá abordar vários perfis de consumidores (orientados por preço, qualidade, variedade, conveniência, etc.), em seus mais diversos estágios do funil de vendas (admissão da necessidade, conhecimento da solução e escolha do fornecedor).

Além de uma linha editorial focada em conversão, também é necessário estabelecer quais conteúdos deverão ser veiculados em suas próprias páginas ou mirar em domínios externos. Além da atração de tráfego qualificado, conteúdos postados em sites de terceiros têm a vantagem de, se publicados com hyperlinks apontando para sua loja virtual, aumentar a relevância do domínio perante os algoritmos dos buscadores (ou ‘link building’, para os iniciados em SEO).

Embora complexa e menos imediata, a aposta em SEO e conteúdo cria espaço para que um e-commerce trabalhe com uma melhor perspectiva de lucratividade a mais longo prazo e fuja da dependência do custo por clique. Você pode esperar?

Fonte: E-commerce Brasil

Por que usar o e-mail para reverter o abandono de carrinho no e-commerce?

Um grande problema do e-commerce é o abandono do carrinho de compras. Segundo uma pesquisa recente da Hubspot, a taxa de desistências chega a assustadores 67%. Para reter esses consumidores que desistiram de você, o que fazer?

Muitos varejistas apostam nos e-mails, enviados para a conta de cada consumidor que abandona seu processo de compra como uma maneira de mostrar preocupação e cuidado com ele e, quem sabe, convencê-lo a reconsiderar o desinteresse em sua marca. Mas será que eles funcionam? Não há nenhuma outra prática melhor?

A mesma pesquisa diz que 41% dos consumidores que abandonam o carrinho, afirmam que cobranças de frete ocultas são a principal razão de sua desistência. Obviamente há muito a ser feito em termos de otimização da taxa de conversão (CRO) para solucionar o problema. Ser transparente quanto a cobranças e descontos seria um bom começo…. mas não é tudo, vamos lá.

Esconder cobranças, forçar os consumidores a realizar o processo de checkout muito cedo, induzir os visitantes a registrarem-se antes de comprar ou não oferecer uma data fixa para entrega. Há muitas práticas que só afugentam os clientes.

Às vezes, só faltou um pouquinho mais de informações a respeito de um produto, condição de compra, política de devolução, enfim. É possível que você esteja fazendo tudo certo em termos de CRO, mas mesmo assim por outras questões você está sendo descartado.

Ao comprar na internet, o consumidor evita o constrangimento de largar os produtos escolhidos na prateleira, como em geral faria em uma loja física. Mas, por outro lado, o dono do carrinho abandonado na loja online pode ser encontrado através do e-mail. E este é um meio bastante efetivo de tentá-lo a voltar. Duvida? Veja esses dados:

– 11,61% dos consumidores clicam em e-mails de abandono;

– O ticket médio de conversões originadas por e-mails são 14,2% mais altas do que em compras comuns;

– Quase metade (44,1%) dos e-mails de abandono são abertos;

– 29,9% dos cliques levam a alguma compra no site;

– E caso você ainda não esteja convencido…

– Todo e-mail de abandono de carrinho que é enviado resulta em mais de US$ 8 (quase R$ 25!) em receitas;

Exemplos de técnicas vencedoras

Em muitos casos, um retargeting de três etapas pode ser efetivo. Um e-mail enviado imediatamente após o consumidor abandonar sua loja pode parecer desesperado e despropositado; no entanto, escolher um diferente approach pode ser mais convincente.

A Boot Barn, uma varejista do setor de calçados dos Estados Unidos, envia o primeiro de três e-mails depois de 20 minutos após o abandono, perguntando se houve algum problema técnico durante a compra e se há alguma coisa que eles poderiam fazer para ajudar.

Isso, por si só, gerou uma taxa de abertura de e-mails de 46%. A segunda mensagem é mandada 23 horas depois, mostrando porque vale a pena comprar com a Boot Barn. Resultado: 40% dos e-mails abertos.

Uma semana depois, um terceiro e último e-mail é enviado com um aviso de call-to-action claro: é sua última chance de adquirir os produtos selecionados e completar a compra. No final, 28% dos e-mails são abertos.

Outra tática é oferecer um desconto em um desses três e-mails de retargeting, talvez no segundo ou terceiro e-mail possa conter um código de desconto exclusivo para o carrinho abandonado… Bem, eis aqui algumas outras coisas que você pode usar para aperfeiçoar suas mensagens nessa situação:

– Use um título de e-mail claro. Permita ao consumidor saber exatamente porque ele está sendo retargueteado, assim aumentam as chances de que a mensagem não seja ignorada;

– Você tem os dados de seu cliente. Use-os, então;

– Refira-se aos itens abandonados diretamente. Use imagens dos itens descartados e informe, se possível, a respeito da escassez do produto, exibindo quantos itens restam no estoque;

– Se os itens não estão mais no estoque, recomende produtos similares. Bem, você pode fazer isso de qualquer jeito, mesmo se o produto abandonado ainda estiver disponível;

– Chame atenção para as excelentes políticas de devolução de seu site;

– Seja absolutamente claro a respeito de suas cobranças para entrega, talvez até concedendo um desconto exclusivo via e-mail se você sentir que essa pode ser a razão pelo abandono do carrinho;

– Inclua um link que leve direto ao carrinho;

– Inclua resenhas de outros consumidores nos itens abandonados

Fonte: E-commerce Brasil

No dia 20/08 a CEO da Web Moment, Érica Castilho, participará de uma Mesa de Debate no XXIX ENECIC, abordando o tema sobre as melhores ferramentas tecnológicas a serem utilizadas para gestão de negócios, divulgação de empresas e aumento de vendas.

O “ XXIX ENECIC” é um evento que esse ano será realizado pela Executiva Estadual dos Estudantes de Ciências Contábeis do Rio de Janeiro ( Associação sem fins lucrativo ). É composto por: palestras, workshops, dinâmicas, mini-cursos, stand up comedy, show, festa e jogo empresarial, todos ministrados por profissionais e professores de renome. No ano de 2015, o evento chega a sua vigésima nona edição, a ser realizado em meados do mês de Agosto. Serão Seis dias divididos por temas como, Desenvolvimento Acadêmico, Formação Pessoal, Mercado Mundial, Contabilidade, Empreendedorismo, Gestão, Finanças e Legislação.

Num encontro descontraído e atual, onde serão abordados assuntos sobre empreendedorismo voltado para o cenário tecnológico , serão discutidas as possíveis futuras tendências mercadológicas. Será levantada também a questão das principais ferramentas usadas nas empresas com suas funcionalidades e usabilidades.

O público é formado por graduandos e pós graduando em Ciências Contábeis, estudantes do curso técnico de contabilidade, estudantes interessados no tema como Administração, Gestão Pública, Ciências Econômicas, Engenharia, Empreendedorismo, Profissionais da área contábil e áreas afins ( Administradores, Advogados, Economistas, Bibliotecário, Gestores) .

O evento será realizado na Universidade Mackenzie (Rua Buenos Aires, Nº 283, 7º Andar) no centro da cidade, dará início das 14:20 às 15:40 do dia 20 de Agosto.

CEO da Web Moment participará da Roda de Empreendedorismo da Ismart

Érica Castilho, CEO da Web Moment participará no próximo dia 15 de agosto de um encontro sobre empreendedorismo, chamado Roda de empreendedorismo, organizado pelo instituto social Ismart (Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos) que consiste em uma ONG que fornece acesso a escolas de excelência para alunos de alta capacidade vindos de escolas públicas.

Além de programas de desenvolvimento profissional, o instituto conta com 1.000 bolsistas ativos entre as cidades do Rio e São Paulo, movimento que já existe há 16 anos. O evento será voltado para alunos da instituição que cursam o ensino médio e os que são universitários.

Roda de Empreendedorismo é uma iniciativa dos bolsistas membros do Comitê Executivo, com a intenção de colocar os alunos em contato com profissionais, para aumentar sua rede e discutir assuntos interessantes para a comunidade universitária.

Já tendo sido um sucesso em São Paulo, o evento chega ao Rio para sua primeira edição.

Contando com 2hrs de evento, Érica Castilho usufruirá de parte do tempo para motivar e compartilhar aos jovens um pouco de suas experiências como empreendedora de sucesso, destacando características importantes do perfil empreendedor, como lidar com as situações mais adversas, as dificuldades que encontrou pelo caminho e como as superou.

Detalhes do Evento

Data: 15/08/2015
Horário: 14:00
Local: Sede do Ismart – Rua Graça Aranha, 57 conj. 702 – Centro
Vagas limitadas

CEO da Web Moment palestra sobre o perfil do líder de sucesso em evento da ANITEC

O momento que estamos vivendo não é dos melhores, redução do número de empregos e a saída de multinacionais do país fazem com que as portas continuem se fechando em meio aos tempos de crise, vividos pela população brasileira e da Europa.

A falta de profissionais qualificados e as altas taxas do país é um dos assuntos que se fazem presentes em todos os cenários de nossas vidas, seja na hora de fazer as compras, ir a uma consulta, ou simplesmente passear no shopping sem que seja imperceptível a diminuição do fluxo de pessoas e o aumento dos preços. Nos faz parar pra tentar refletir sobre como ou o quê fazer quando a crise bate em nossa porta.

Não é só a crise que tem nos dificultado o crescimento, mas não há nada que possamos retratar sem que ela esteja presente no cenário atual, mas também muitas das vezes somos impedidos de crescer pela falta de recursos, falta de conhecimento ou pela tradicional falta de tempo.

E então paramos pra pensar, como lutar contra as dificuldades que nos impedem de irmos além ?, como superar as nossas próprias expectativas ?, será que existe alguma fórmula de negócios ou hábitos que nos farão mais produtivos e eficazes ?

Essas perguntas poderão ser respondidas e debatidas num encontro que contará com diversos profissionais da área de tecnologia e relacionadas, onde serão discutidos assuntos como: liderança, gestão de riscos, inovação, cenários e desafios do crescimento, entre outros…

O evento que já tem data marcada (07/08/2015), terá a organização da ANITEC (Associação Nacional de Inovação, trabalho e Educação Corporativa) e dará início as suas atividades a partir das 09:00 hrs, na rua Rua Hadock Lobo 356, no bairro da Tijuca – RJ .

Numa palestra ministrada pela CEO da Web Moment, Érica Castilho, que dará início às 13:30hrs, Érica discursará sobre o tema ”Conhecendo o perfil do líder de sucesso”, onde a empresária vai comentar sobre as principais características do perfil que um líder de sucesso precisa desenvolver, compartilhará suas experiências e também um pouco de sua visão de negócios.

A vulnerabilidade nos sites e e-commerce

 Os criminosos on-line tentam obter lucros da forma mais rápida e fácil possível, utilizando técnicas de engenharia social e por diferentes meios e discursos. Os golpistas procuram enganar e persuadir as potenciais vítimas a fornecerem informações sensíveis ou a realizarem ações, como executar códigos maliciosos e acessar páginas falsas. No ranking publicado pelo CERT (Centro de estudos, resposta e tratamento de incidentes de segurança no Brasil), o tipo de ataque mais comum na internet brasileira é a utilização de códigos maliciosos para roubo de dados.

Tenha cuidado ao compartilhar informações pessoais como o seu nome , endereço residencial , dados bancários , telefone e e-mail. O impacto de um roubo de identidade e crimes on-line pode ser reduzido consideravelmente se eles forem detectados logo após o roubo dos dados ou quando ocorrer a primeira tentativa de uso das informações. Uma das maneiras mais fáceis de garantir a segurança de seus negócios on-line é procurando empresas especializadas no segmento de mídias digitais. Quanto mais você dificultar essa tarefa, maior a probabilidade de eles desistirem de você e passarem para um alvo mais fácil.

Uma das empresas que vem ganhando destaque entre as mais qualificadas para o serviço de proteção de seu negócio on-line é a Web Moment Mídias Digitais, que atua no ramo a mais de 8 anos e oferece preços acessíveis e serviços atrativos, desde atualização WordPress , atualização de puglins , atualização de antivírus e antispammer até o contato com o servidor de hospedagem em caso do site ficar fora do ar.

Você consegue imaginar a quantidade de ataques eletrônicos acontecem todos os dias no Brasil ? Pois uma pesquisa divulgada pelo CERT, revela que o número de tentativas desse tipo de golpe fica perto de 1 mil por dia. Sendo somados também os ataques com roubos de dados e propagação de códigos maliciosos.

Os golpes virtuais se tornaram uma constante realidade em todo o mundo . Estima-se que os ataques online causem um prejuízo de US$ 10 bilhões por ano. Formando assim uma verdadeira indústria criminosa que se esconde por trás de uma tela de computador, e para realizar os crimes os cibercriminosos inovam todos os dias.

Uma das melhores formas de manter seu e-commerce livre de agressores é aplicando patches e outras correções de software assim que eles se tornam disponíveis.
Apesar de a atualização do seu computador não ser suficiente para proteger você contra todos os ataques , ela torna o acesso ao seu sistema muito mais difícil para os hackers, ela bloqueia totalmente vários ataques automatizados e pode levar um agressor menos determinado a procurar outro negócio mais vulnerável.
São necessários vários tipos de software de segurança para se obter uma segurança on-line básica. Um software de segurança deve apresentar recursos essenciais como programas antivírus e firewall.

Fontes: http://cartilha.cert.br/golpes/ ; http://br.norton.com/cybercrime-prevention ; https://www.trustsign.com.br/portal/blog/ataques-virtuais-se-tornam-mais-sofisticados-e-ameacam-usuarios/ ; http://www.tecmundo.com.br/brasil/63020-ataques-virtuais-cerca-mil-tentativas-realizadas-dia-brasil.htm .

 

Principais vulnerabilidades na segurança da loja virtual

Para melhor entendimento de correções e proteções para sua loja virtual, é necessário entender as principais vulnerabilidades e problemas retratados no mundo digital. Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre as principais vulnerabilidades retratadas e como elas agem, e em próximos artigos como corrigi-las.

Vulnerabilidade XSS:
Esse é um tipo de falha muito comum em aplicações web: uma espécie de bug no browser que permite scripts serem executados, deixando que o atacante insira códigos maliciosos para que sejam executados quando a página for acessada. Causa danos aos usuários legítimos de uma aplicação vulnerável, podendo ser utilizado para phishing e facilitação de fraudes.

SQL Injection:
Essa falha se aproveita de pequenas falhas nos sistemas que interagem com bases de dados via SQL. A injeção SQL acontece quando o hacker mal intencionado consegue colocar uma série de instruções SQL por meio da manipulação das entradas de dados em uma aplicação.

SSL em geral:
A maioria das falhas de SSL são geradas muitas vezes pelo nível de criptografia ser muito baixo, esse determina a dificuldade de acesso. Mesmo que uma pessoa intercepte os dados, ela não conseguirá decifrar se o número de códigos é elevado e caso seja baixo é de fácil descobrimento.

Erros de programação:
Existem alguns erros comuns de programação, vamos citar quatro para que você entenda melhor. O primeiro é o erro de compilação, esse impede que seu programa execute, quando a página é acessada, um código é compilado e acaba dando erro no acesso. Outro erro é o tempo de execução, normalmente acontecem quando a ação é impossível de executar.

Erros de lógica:
Esses erros impedem que você realiza o que queria fazer no seu site, são difíceis de corrigir e de serem localizados. Esses não executam da forma que o programador quer, é como se agisse por vontade própria.

CSRF:
Cross-site request forgery é a falsificação de solicitação entre sites, por meio de comandos não autorizados é realizada uma exploração maliciosa dos usuários que confiam no site. Os riscos desse são as aplicações web que executam ações baseando-se na confiança dos usuários.

Blind SQL Injection:
No caso do SQL injection o site revela as informações, já no Blind SQL possui uma certa segurança, o invasor descobre os dados lentamente, caractere por caractere. Muitos conseguem dados sem ao menos ter conhecimento.

Http methods:
Quando um site é acessado, existem tipos de chamadas que o browser realiza no servidor, dependendo da configuração do mesmo, é possível executar mais de um método. O protocolo HTTP define oito métodos (GET, HEAD, POST, PUT, DELETE, TRACE, OPTIONS e CONNECT) que indicam a ação a ser realizada no recurso especificado. Conforme Bastos e Ladeiras,14 o método determina o que o servidor deve fazer com o URL fornecido no momento da requisição de um recurso. Um servidor HTTP deve implementar ao menos os métodos GET e HEAD.

Fonte: E-commerce Brasil

Uma empresa do Rio de Janeiro para o mundo

Entre em contato conosco!